Jardins residenciais

Jardins são excelentes opções de investimento para quem gostaria de ter em casa um lugar bem bacana para relaxar, fazer o jardim com suas próprias mãos além de ser desestressante é também muito gratificante.

Jardins residenciais

Antes de qualquer coisa é necessário que você prepare a terra, nutra e adube o solo, para que fique bem preparado para receber as novas plantas. Depois de a terra estar preparada vem a parte mais divertida, que é escolher as plantas que irão fazer parte dessa nova porção da casa.

Se o seu jardim residencial tiver de tamanho médio a grande a primeira coisa que você deveria investir é em uma árvore frutífera, dentre as indicadas estão jabuticabeira, amoreira e o limoeiro. Além de fazer uma boa sombra essas árvores fornecem frutos bem deliciosos.

Para a maior parte do jardim, plante grama, para que não haja tanto a necessidade de pisar, faça um caminho com pedras, o bom da grama é que ela firma o solo, ou seja quando chover sua casa não ficará cheia de lama, porque as plantas irão reter essa terra. Além do que a grama é ótima para oxigenar o solo.

Um detalhe que é muito legal e que é possível incorporar em todos os jardins residenciais são as fontes, elas costumam trazer paz e tranqüilidade ao ambiente, alem de serem lindíssimas. Para quem pensa que uma fonte dá muito trabalho e muitos gastos, está enganado, o sistema é bem simples, e a água é reaproveitada o dia todo, ou seja, você não vai ficar ter que trocando a água toda hora, porque é um esquema rotativo. E a limpeza depende da complexidade e da forma da fonte, se for algo simples, igualmente será sua manutenção.

Para que o jardim fique completo, plante algumas flores, um tipo de flor que é muito indicado para quem está começando são as 11 horas, são plantas de fácil manutenção e resistentes, devem ser regadas diariamente no calor, e dia sim dia não no frio. É possível inserir flores que tenham maior nível de complexidade também, como por exemplo, as orquídeas.